Como fazer farinha sem glúten

Antes quero deixar claro que não sou contra o glúten, acho que a farinha de trigo integral muito boa e a uso bastante em receitas. Mas tudo em excesso faz mal, seja água, banana ou qualquer farinha. Por isso sempre busco variar os ingredientes nas receitas e a farinha de trigo sarraceno é muito versátil também. Nessa mesma técnica dá para fazer farinha de painço (millet em inglês), de aveia, castanhas, amêndoas, arroz integral, quinoa, grãos de cevada (barley em inglês), grão de bico, feijões, ervilhas…

Comprar os grãos inteiros são mais baratos que a farinha, no entanto é melhor ir fazendo a farinha os poucos porque ela estraga mais rápido que o grão, principalmente se você fizer com o grão germinado e úmido, esse é para consumo imediato.

Como fazer?

O melhor é sempre deixar o grão germinar, até aparecer um “narizinho” antes de usá-lo para facilitar a digestão.

O grão é como se fosse um baú com um tesouro trancado dentro que é liberado ao brotar, pois a semente passa a ser uma planta viva e os anti-nutrientes como os fitatos são neutralizados.

ng_sprouts

Depois de uma explicação superficial sobre germinação é hora de preparar o trigo: deixe o grão de molho durante a noite. No outro dia escorra toda a água e deixe-as úmidas por 1 ou dois dias até aparecer uma pontinha. Depois disso está pronta para uso.  Pode cozinhar, moer para fazer farinha, colocar no vapor, etc.

Imagem via

 

 

Deixe um comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s